O genocídio do povo negro na pandemia

Você sabe o que é o genocídio do povo negro?

O genocídio do povo negro é um projeto de Estado em curso no Brasil desde a escravidão, sustentado por políticas que geram, direta ou indiretamente, predominantemente a morte de pessoas negras, o que hoje é chamado denecropolítica ou política de morte.

Também fazem parte do genocídio do povo negro oapagamento sistemático de elementos de tradição negra, como de religiões afro, da música negra e da produçãointelectual por negros.

A pandemia do novo coronavírus deixou mais nítido o genocídio do povo negro como projeto. Por exemplo, amortalidade entre pessoas negras é maior que entre brancos e o número de mortes de negros pelas mãos do Estado aumentou mesmo durante a pandemia.

Os números de mortos pelo coronavírus entre o povo negro

Já foi comprovado por alguns estudos que o coronavírus tem matado mais pessoas negras que brancas e isso ocorre por diversos motivos:

  • O povo negro possui menos acesso à saúde de qualidade. Dados de 2008 (IPEA) mostram que do total de atendimentos feitos pelo SUS, 67% foram negros e 47,2% eram brancos;
  • Dados de 2013 (PNS) também apontam que 78,8% daspessoas negras não possuem plano de saúde;
  • Dados de 2015 (IBGE) apontam uma diferença de16.6 pontos percentuais no acesso ao saneamento básico entre negros e brancos;
  • O povo negro é a maioria em cargos de trabalho informal, além de serem minoria em cargos que possibilitem home-office, fazendo-o estar em maior exposiçãoao vírus.

O aumento do extermínio da juventude negra

Mesmo durante a pandemia, as ações policiais nas favelas e periferias, espaços de maioria negra, não cessaram e em muitos locais aumentaram, dando continuidade aoextermínio sistemático da juventude negra pelas mãos do Estado, através da Polícia Militar e Civil. Somente napandemia ocorreram:

  • Chacina no Complexo do Alemão no RJ pela Polícia Militar e Civil, deixando 13 mortos;
  • Assassinato de João Victor na Cidade de Deus, RJ, durante um tiroteio que interrompeu uma ação de solidariedade de entrega de cestas básicas;
  • Assassinato de Rodrigo Cerqueira no Morro da Providência, RJ, que também interrompeu uma ação de solidariedade;
  • Assassinato de João Pedro, de 14 anos, no Complexo do Salgueiro, RJ, em umaoperação conjunta da Polícia Federal.

Contra o genocídio do povo negro, nenhum passo atrás!

cab

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s